Uma das grandes apostas do rap nacional, Flora Matos, se apresentou no Circo Voador nessa sexta-feira (6).

O show de abertura ficou por conta do rapper Don L, que apresentou o seu CD “Roteiro pra Aïnouz, Vol. 3”, onde mostra a representação do rap nordestino, além de levar diversos convidados ao palco.

Logo após a apresentação do rapper, Flora Matos, que está entre os destaques da cena musical na atualidade, cantou o primeiro disco solo “Eletrocardiograma”. O show durou cerca de uma hora e meia. Entre as músicas, a artista fez alguns discursos feministas, onde afirmava que a mulher pode fazer o que quiser, dançar do jeito que ela gosta e que nenhum homem deve desrespeitar.

No álbum de estreia da cantora foi abordado um tema comum e necessário às mulheres que se relacionam com os homens: abuso psicológico e desgaste emocional. Ao longo das músicas, Flora relata situações e sentimentos que muitas vezes, nós, mulheres sofremos e nem sempre identificamos. Além de falar de relacionamento, o CD questiona e incentiva a liberdade de expressão das mulheres.

Pode-se dizer que Flora é uma grande artista. O protagonismo quanto os rumos da sua carreira musical ainda masculinizado é de extrema representatividade. A capacidade de abordar, em termos gerais, os aspectos do machismo nas relações amorosas entre homens e mulheres é igualmente importante. E como uma mulher emponderada, a cantora deixou isso bem claro numa noite extremamente animada no Circo Voador, onde teve uma troca de energia e entrega entre os fãs e a cantora. Obrigada por essa aula de feminismo, Flora.

 

Texto: Ludi Villalba

©Ronaldo Nogueira. Todos os direitos reservados